quinta-feira, 28 de maio de 2015

Anti-Cristo(Recep Tayyip Erdogan) declara que é a reencarnação de Saladino e quer reconquistar Jerusalem e restabelecer o império Otomano

Espero que todos entendam que esse ano de 2015, é um ano crucial para o inicio da tribulação. Onde será um ano com grandes acontecimentos biblicamente falando, que inclusive ja está acontecendo coisas jamais vista na história.


Acabo de ver uma noticia em um site de notícia de Jerusalém, que o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, quer restabelecer o Império Turco Otomano de uma vez por todas, isso porque o ano passado nas eleições, ele disse que isso estaria fora de cogitação, que esse império era coisa do passado. Uma bela de uma mentirinha para deixar as coisas mais quentes.

Em seguir, a noticia traduzida:

De acordo com um relatório publicado pela dissidente palestino Walid Shoebat, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e o primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu falou durante a cerimônia de inauguração do aeroporto 55 do país na província de Hakkari. O aeroporto é nomeado o Selahaddin Eyyubi Airport após Saladin da dinastia Ayyubi, o governante muçulmano de origem curda que conquistou Jerusalém e foi um grande inimigo dos cruzados cristãos especialmente Ricardo Coração de Leão. Durante a cerimônia, os dois líderes turcos falou de seu desejo de conquistar Jerusalém e para restabelecer o Império Otomano.

"Pela vontade de Deus, Jerusalém pertence aos curdos, turcos, árabes, e para todos os muçulmanos", declarou Davutoglu. "E como os nossos antepassados ​​lutaram lado a lado em Gallipoli e assim como nossos antepassados ​​foram juntos para libertar Jerusalém com Saladino, vamos marchar sobre o mesmo caminho para libertar Jerusalém. O governo turco não diferencia de leste a oeste. Temos a intenção de reunir todas as regiões de nossas nações e vamos trazer estas regiões de volta juntos. "     O discurso de Erdogan foi ainda mais grandioso. Ele proclamou ser a reencarnação de Saladino, que vai chutar a quem ele percebe ser os cruzados modernos de Jerusalém, unindo o mundo muçulmano por trás dele por insinuando o restabelecimento do Império Otomano: "Estou certo de que o grande comandante Saladino está reunindo todos os povos do Oriente Médio em um exército que derrotou os cruzados. Saladino está testemunhando o que estamos fazendo aqui espiritualmente. Eu estava em sua presença espiritual e dirijo-me dele aqui em Hakkari com os homens poderosos, seja oriental, sul-oriental, Anatolian valente corajoso em Old Turquia. " "Jerusalém é para os muçulmanos e não para Israel", acrescentou Erdogan. "Por que deveríamos continuar a ser amigos com aqueles que pisou suas botas no Monte do Templo? Eles insistem que temos de ser amigos? Eu digo, não vamos "Erdogan prometeu seguir os passos de Saladin". Todos eles prometem que você O Saladino, se você uniu os irmãos no Oriente Médio, assim como nós. Saladino disse "Jerusalém não é para os cruzados". Saladino testemunhei isso. Allah testemunhas disso. Um povo, uma bandeira, uma nação e um Estado! " 



Fonte:

http://www.jerusalemonline.com/news/middle-east/israel-and-the-middle-east/turkish-prime-minister-we-will-march-to-liberate-jerusalem-13709

8 comentários:

Silvio da Silva disse...

Concordo com o paradigma islâmico do fim dos tempos, mas afirmar que a Grande Tribulação inicia em 2015 não é ir longe demais? Quais evidências sustentam essa tese?

Fernanda Azevedo disse...

Foi só um palpite. Mas fui longe demais sim. Em um blog escrevo coisas de que eu penso. É isso, obrigada Silvio.

Ricardo Costa disse...

Você não pode simplesmente palpitar sobre os assuntos da bíblia. Por acaso não temes a Deus? Deve-se pensar mais nas responsabilidades de conduzir as palavras. Pessoas do mundo inteiro, instruídas ou não, podem ter acesso ao seu blog. Que Deus tenha misericórdia.

kimberli campos disse...

Fernanda, acompanho seu blog a um tempinho já e confesso que no começo eu não ia muito na sua ideia de colocar o Erdogan como anti cristo, pois a Turquia não tinha papel nenhum naquele momento. Hoje estamos assistindo a Turquia "mexer" com a Russia, praticamente a chamando para guerra, o que é bastante simbólico. Ainda não vejo o Erdogan como "anti cristo"(e tenho minhas dúvidas quanto o significado deste termo).
Quando iniciei no estudo, acreditava que tudo que eu estava lendo iria ocorrer em um prazo de uns 30 anos, pensava: "Magina!! uma terceira guerra, uma nova ordem, não podem ser implantadas antes disso". Hoje estamos assistindo justamente isso, essa loucura do mundo não é atoa.
Admiro muito blogs como o seu, que trazem uma mensagem COERENTE dos fatos, infelizmente as pessoas entendem de maneira errada a mensagem, crendo que isso seja algum tipo de adivinhação dos planos de Deus (E NÃO É, POIS O PLANO DELE ESTA ESCRITO A MUUUITO TEMPO, E NEM JESUS SABE O DIA DE SUA VOLTA).
O momento está chegando, vejo pessoas leigas no assunto, pessoas (principalmente os jovens) que não tinham noção de quem era Deus, hoje crendo na sua palavra e saindo fora dos planos do maligno. Pude notar que assim como o mau está recrutando seus "soldadinhos", o bem também está!
Fernanda, continue o seu trabalho, informando os seus leitores a cerca de tudo isso, ajudando a pessoas curiosas como eu a encontrem o caminho EM CRISTO e não cair em ciladas do inimigo. O tempo dele se aproxima e devemos estar atentos e sempre estudando a palavra.
A venda que cega a humanidade logo cairá e nossos irmãos verão a verdade.

Que Deus te abençoe sempre! e que te de força nesta caminhada.


Livros do Estreitamento disse...

Fernanda, vi seu blog alguns meses atrás. Depois, mais recentemente. E pensei em lhe enviar esse comentário. Sou cristão, filho de Deus. Não sou católico nem protestante no entanto. Tenho um site, se você quiser dar uma olhada: http://www.pedrodacostapereira.com/ É onde vendo meus ebooks. Escrevo sobre teologia e, em alguns momentos, também misturo teologia e ficção. No site, escrevo um blog. Se puder, dê uma olhada: http://www.pedrodacostapereira.com/#!blog/b90xj Nesse texto, falo, de forma ficional, sobre alguns aspectos do islã: http://www.pedrodacostapereira.com/#!copacabana/dsch3/579cf2d20cf27547c72dc1bf Também compartilho com você a visão de que a besta da qual nos fala o livro do Apocalipse é o islã. Sendo assim, sabemos que tropas islâmicas irão cercar Israel pouco antes do fim. E, no cerco fatal, o fim virá. O fim coincide com a vinda de Cristo. As lideranças islâmicas, naturalmente, contém, todas elas, esse elemento bestial na medida em que o islã é a besta. O atual líder turco, naturalmente, é um seguidor da besta. O homem que ascenderá, no entanto, é alguém que irá ser uma liderança para todo islão após serem superadas as divisões internas (provavelmente, após uma guerra interna, uma forte disputa interna). Essa liderança, creio, ainda está por surgir e será reconhecida pelos muçulmanos como o califa, obterá esse reconhecimento esmagador de sucessor de Maomé. Não creio que possa ser o atual líder turco. Mas, Fernanda, por favor, não encare isso como uma crítica a seu texto e a seus estudos. Quis só estabelecer esse, quem sabe, encontro com você e compartilhar com você alguns aspectos do meu ponto de vista. Por fim, gostaria de mostrar duas passagens do Apocalipse: Ap 17, 13 fala de "um mesmo intento" e "uma mesma ideia", a fim de que as palavras de Deus sejam cumpridas. Note o seguinte: por sobre todas as divisões internas do islã, há três pontos sobre os quais parece, mas só parece, não haver discordância: 1) alá é deus; 2) Maomé é o mensageiro de Deus; 3) Israel deve ser destruído. Vamos analisar agora ponto a ponto: 1) alá não é Deus. O único de verdadeiro Deus é o Pai de Jesus Cristo e alá não é o Pai de Jesus Cristo. O Corão diz expressamente que alá nunca teve filho. Logo, o Corão nega que Deus tenha qualquer filho, em qualquer tempo. Logo, o próprio texto corânico nega que Alá e o Pai de Jesus Cristo sejam o mesmo. O que é alá? Resposta: alá é um ídolo fabricado pelos homens, ele é a falsa imagem de Deus que os seguidores da besta adoram. Agora, vamos ao ponto 2: sobre Maomé ser profeta de Deus. Naturalmente, ele não é. Pois Maomé não fala de Deus, mas de alá, que não é Deus. E, claro, por ser Jesus Cristo aquele que transmite as palavras de Deus. Como podemos ver, dos três pontos sobre os quais os muçulmanos parecem concordar, dois são falsos, são coisas falsas. Resta o terceiro. E, com ele, a constatação, bastante óbvia, que a única coisa sobre a qual resta "acordo" é sobre destruir Israel. A destruição de Israel é, pois, aquela mesma ideia, aquele mesmo intento de que nos fala o texto do livro do Apocalipse. Um grande abraço, Pedro.

Fortes Jr. disse...

"Crer em tudo e refutar tudo é uma ótima maneira de não pensar". Teorias e hipóteses.
"Quem têm ouvidos que ousa".
Parabéns pelo texto.

Jeferson T Viana disse...

Parabens

Jeferson T Viana disse...

Parabens

Shalom Adonai